Novos cursos na Roteiraria!

By Eduardo Albuquerque - 2/08/2018



Você conhece a Roteiraria? De início, era uma espécie de "produtora de roteiros". Formada, logicamente, por roteiristas, ela se propunha a prestar serviços para produtoras e marcas, afim de trazer a expertise narrativa para o projeto/produto que estes clientes precisassem. Então, uma produtora tinha boa entrada com Cauã Reymond e queria fazer um filme com ele como super-heroi? Chamavam a Roteiraria e seu time para cuidar do desenvolvimento do roteiro.

O "problema" é que o cabeça da Roteiraria, além de grande roteirista, é um notável excelente professor. José Carvalho é nome carimbado em diversos roteiros de longa-metragens da filmografia brasileira, mas ainda mais reverenciado por suas aulas de roteiro, tendo formado e trocado com inúmeros roteiristas da nova geração (inclusive este que vos escreve).

Portanto, como seria uma lástima esquecer um talento tão nobre como é o "ensinar", Zé (ou  "Derinho" pros mais próximos) criou um segundo braço para a Roteiraria: uma escola de roteiro.

O projeto vem rolando há algum tempo e agora no começo deste ano, tem 3 cursos bem bacanas:

O primeiro, acabou de começar! (Corre lá no site da Roteiraria que talvez ainda dê pra pegar) É o "Formação de Roteiristas" e será ministrado por Rodrigo Petrônio e Ricardo Tiezzi ("Superpai", "Qualquer Gato Vira Lata" e vários outros créditos). O investimento não é barato: 11 mil dinheiros. Mas também não é pouco o que você ganha em troca. Além da qualidade programática do curso, algo que é difícil de mensurar em dinheiro, são 120 horas (40 aulas), fora a oportunidade de conhecer e fazer amizade com colegas roteiristas; o que, sempre falo, é algo primordial para a nossa carreira nesta indústria que é feita de "gente" e relacionamentos e não necessariamente de "currículos" e "conquistas". Fora que, eles dizem nas brochuras, a Roteiraria costuma trabalhar com produtoras parceiras, para que elas avaliem os roteiros produzidos no curso de maneira a posicionar seus alunos no mercado. Essa parte, sinceramente, eu não levaria tanto em consideração, porque é mais "wishfull thinking". Não é como se as produtoras estivessem loucas atrás de projetos, com dinheiro sobrando pra aplicar... e não é por isso que você deve se interessar em fazer o curso. Essa "venda" vai acontecer naturalmente e participar de coisas assim, com pessoas da indústria, vai te ajudar a dar um passo até esse desejo - o que, por si só já é ótimo! - mas dificilmente vai ser o passo final-definitivo.

O segundo curso é sobre "Branded Content", ou conteúdo para marcas. Esse, ministrado por Patricia Leme, é pra quem quer viver de roteiro no audiovisual e tem o discernimento que um caminho apenas de conteúdo próprio ("meu filme", "minha série", "meu desenho"...) é árduo e mais demorado do que a vida real nos permite. Aprender mais sobre como as marcas usam do audiovisual para construirem suas narrativas e se comunicarem com os consumidores é algo necessário para a vida prática de um roteirista de mercado e engrandecedor narrativamente até mesmo para quem já pode se dar ao luxo de só se preocupar em realizar seus próprios projetos autorais.

E o terceiro curso é a "Oficina de Séries", ministrada por Patricia Leme de novo e também o próprio José Carvalho; que faz a coordenação pedagógica de todos os cursos citados. Esse, me parece, é o curso que atrairá mais pessoas, pois é o assunto mais em voga e a ementa parece ser mais ampla, recebendo desde os estudantes universitários até roteiristas já formados, sedentos pelo ponto de vista sempre esclarecedor do professor José Carvalho.

Então, fica a dica. A Roteiraria tem sede no Rio de Janeiro também. Estes 3 cursos são meio pra "agora", mas fica entrando no site deles ou se inscreve na newsletter, que já já é capaz destes cursos irem pro RJ também

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários